sexta-feira, 17 de abril de 2009

Foz

Nas minhas veias corre um amor que é como um rio caudaloso em correnteza que ainda não encontrou onde desembocar suas águas e vive por aí vencendo obstáculos a procura do mar imenso ou de outro rio que possa levar suas águas até ele.

- Onde andará você, destino das minhas águas?