quinta-feira, 17 de setembro de 2009

Trechos da entrevista aos membros da comunidade Pequeno Príncipe no orkut - II

Vi seu amor por Manaus, me deu até vontade de conhecer, ehehehehe...
Se a cidade sumisse do mapa, qual seria sua melhor lembrança dela???

Tenho problemas para classificar algo como melhor ou pior, mais ou menos, mas...
A Manaus da minha infância é muito diferente da de hoje. Criança, eu tomava banho no Tarumã. Hoje é uma área residencial, o igarapé tá poluído. A cachoeira das almas é outra lembrança boa. A própria Ponta Negra, que já foi o principal balneário daqui, hoje é poluída demais, embora ainda há quem tome banho. De certa, forma a minha Manaus já me escapa um pouco pelos dedos.

Mas com certeza ficariam o Teatro Amazonas, a Igreja São João Batista, o Palácio Rio Negro, a imagem do Porto de Manaus, da escadaria, o porto de São Raimundo, as pessoas embarcando e desembarcando. A Praça do Carangueijo, onde já namorei, fechei todos os bares com amigos, comemorei vitórias, derrotas, assisti jogos do Flamengo. O colégio IEA antes da reforma, onde estudei por 3 anos e fiz amizades incríveis, aprendi tanta coisa boa. A Igreja de Nossa Senhora Aparecida, onde ia para as novenas às terças quando pequeno, e a feirinha itinerante que ficava na frente às terças, onde sempre comia pastel com caldo de cana. A praça da Glória, onde já fiz tantas brincadeiras com meus amigos da igreja, como Escravos de Jó, aquelas de bater palma, ou apenas tocar violão, conversar e merendar. (O pessoal da comunidade Sagrado Coração de Jesus é bem criança, que nem eu. A gente brincava até de manja-pega [pega-pega]) A Igreja do Sagrado Coração de Jesus, no bairro Santo Antônio, onde me crismei e fiz amizades extraordinárias também.

Enfim, fica difícil escolher a melhor, né? rs Eu sou um colecionador de lembranças!